Publicado em Deixe um comentário

Novela do 737 MAX: Ex-piloto da Boeing é indiciado sob acusação de fraude por ocultar falha do avião

Novela do 737 MAX: Ex-piloto da Boeing é indiciado sob acusação de fraude por ocultar falha do avião

Segundo acusação, o gerente da Boeing sabia dos problemas do 737 MAX um ano antes do primeiro acidente.

Um grande júri federal no Distrito Norte do Texas indiciou o ex-piloto técnico chefe da Boeing por supostamente mentir para o Grupo de Avaliação de Aeronaves da Administração Federal de Aviação (FAA AEG) sobre o avião 737 Max da Boeing, de acordo com uma declaração do Departamento de Justiça dos EUA. Todos os aviões 737 Max ao redor do mundo foram aterrados em 2019 depois que dois acidentes na Indonésia e na Etiópia mataram 346 pessoas e investigações subsequentes descobriram que uma mudança nos controles de automação foi a grande culpada.

Mark A. Forkner, que agora mora no Texas, supostamente forneceu informações falsas e incompletas sobre o Boeing 737 Max e seu novo Sistema de Aumento das Características de Manobra (MCAS) começando no final de 2016 até ele deixar a empresa no verão de 2018. O MCAS iria li incorretamente que um avião estava prestes a estolar e tente corrigir o nariz da aeronave empurrando-o para baixo. Os pilotos não foram capazes de corrigir a leitura incorreta, levando a dois acidentes terríveis.

Como chefe da Equipe Técnica de Voo do 737 MAX, Forkner, de 49 anos, supostamente aprendeu sobre problemas com o MCAS em novembro de 2016, mas “intencionalmente reteve esta informação e enganou a AEG FAA”, de acordo com os promotores.

Por causa de seu suposto engano, a FAA AEG excluiu todas as referências ao MCAS da versão final do Relatório 737 MAX FSB publicado em julho de 2017. Como resultado, os pilotos voando no 737 MAX para clientes de companhias aéreas da Boeing nos Estados Unidos não receberam nenhuma informação sobre o MCAS em seus manuais e materiais de treinamento. Forkner enviou cópias do 737 MAX FSB Report aos clientes da companhia aérea 737 MAX da Boeing nos EUA, mas reteve a esses clientes informações importantes sobre o MCAS e o processo de avaliação do 737 MAX FSB Report.

A nova acusação não selada cita um e-mail enviado por Forkner por volta de 15 de novembro de 2016, onde ele parece admitir ter mentido para a FAA, pelo menos acidentalmente.

O que pode ter comprometido Forkner foi sua declaração inicial e contraditória com os últimos relatos. Os promotores alegam que Forkner nunca disse à FAA sobre as novas descobertas e os problemas identificados com o MCAS nos simuladores de vôo da Boeing.

O primeiro acidente envolvendo o 737 Max foi o Lion Air Flight 610, que caiu perto da Indonésia em 29 de outubro de 2018, matando todas as 189 pessoas a bordo. O segundo acidente foi o voo 302 da Ethiopian Airlines, que caiu na Etiópia em 10 de março de 2019, matando todas as 157 pessoas a bordo.

O Comitê de Transporte e Infraestrutura da Câmara dos Estados Unidos emitiu um relatório em setembro de 2020 que incluía “revelações perturbadoras” criticando os engenheiros da Boeing, a administração da Boeing e a FAA pelos acidentes. Essa investigação revelou vários e-mails chocantes, incluindo um de abril de 2017, onde um funcionário não identificado da Boeing escreveu: “este avião é projetado por palhaços, que por sua vez são supervisionados por macacos”. Outro e-mail de maio de 2018 dizia: “Ficarei chocado se a FAA aprovar essa merda”, o que levou outro funcionário a responder: “Eles estão fazendo toda essa merda de última hora”.

A Boeing fez um acordo com o DOJ sobre acusações de fraude e conspiração no início deste ano, concordando em pagar cerca de US $ 2,5 bilhões, mas esta é a primeira acusação de um indivíduo relacionada ao escândalo do Boeing 737 Max. Forkner, que ingressou na Boeing em 2012 e saiu em julho de 2018, foi acusado de duas acusações de fraude envolvendo peças de aeronaves e quatro de fraude eletrônica.

“Forkner supostamente abusou de sua posição de confiança ao reter intencionalmente informações críticas sobre o MCAS durante a avaliação e certificação da FAA do 737 MAX e de clientes da companhia aérea da Boeing nos Estados Unidos”, procurador-geral assistente Kenneth A. Polite Jr. da Divisão Criminal do Departamento de Justiça disse em um comunicado.

“Ao fazer isso, ele impediu que as companhias aéreas e os pilotos soubessem informações cruciais sobre uma parte importante dos controles de voo do avião. Reguladores como a FAA têm uma função vital para garantir a segurança do público que voa. Para qualquer um que esteja pensando em impedir criminalmente a função de um regulador, esta acusação deixa claro que o Departamento de Justiça irá investigar os fatos e responsabilizá-lo ”, continuou Polite.

Forkner pode pegar 20 anos de prisão para cada acusação de fraude eletrônica e 10 anos de prisão para cada acusação de fraude envolvendo peças de aeronaves, um crime federal porque envolve comércio interestadual.

Com informações: Gizmodo.

No Brasil, a GOL retomou os voos com o 737 MAX em Dez de 2020

A Boeing criou uma página para esclarecer dúvidas e explicar quais alterações tornaram o 737 MAX seguro novamente para voar. Para conferir a página, clique na imagem abaixo.

737 MAX – Gol Linhas Aéreas – Matrícula N6067U
Publicado em Deixe um comentário

Airbus entrega a primeira de 60 unidades do A220 para a Air France

Primeira unidade de 60 aviões Airbus A220-300 é entregue à Air France

Mirabel, Quebec, Canadá, 29 de setembro de 2021 – A Air France recebeu seu primeiro A220-300 de um pedido de 60 aeronaves do tipo, o maior pedido A220 de uma transportadora europeia. A aeronave foi entregue da linha de montagem final da Airbus em Mirabel, Quebec, Canadá e oficialmente revelada ao público durante uma cerimônia realizada no Aeroporto Charles-De-Gaulle de Paris.
O A220 é a aeronave mais eficiente e flexível no segmento de mercado de 100 a 150 assentos atualmente. A renovação da frota de corredor único da Air France com esta aeronave de última geração aumentará a eficiência junto com o conforto do cliente e apoiará a Air France no cumprimento de suas metas ambientais e de sustentabilidade.
O primeiro Air France A220-300 será operado em sua rede de médio curso a partir da temporada de inverno de 2021. Atualmente, a Air France opera uma frota de 136 aeronaves Airbus. A Air France também está renovando sua frota de longo curso e já recebeu 11 A350 de uma encomenda de 38.

A cabine Air France A220-300 é configurada em classe única para receber confortavelmente 148 passageiros. Oferecendo conforto superior de corredor único, com os mais largos assentos de couro, maiores janelas e até 20% mais espaço de arrumação no teto por passageiro, o Air France A220 também possui conectividade Wi-Fi completa em toda a cabine e duas entradas USB em cada assento do passageiro.

O A220 é a única aeronave construída especificamente para o mercado de 100-150 assentos e reúne aerodinâmica de última geração, materiais avançados e os motores turbofan de última geração da Pratt & Whitney. Com alcance de até 3.450 nm (6.390 km), o A220 oferece às companhias aéreas flexibilidade operacional adicional. O A220 oferece até 25% menos consumo de combustível e emissões de CO2 por assento em comparação com aeronaves da geração anterior e emissões de NOx 50% mais baixas do que os padrões da indústria. Além disso, a emissão de ruído da aeronave é reduzida em 50% em comparação com aeronaves da geração anterior – tornando o A220 um bom vizinho em torno dos aeroportos.

No final de agosto, mais de 170 A220s foram entregues a 11 operadoras em todo o mundo.

A220 #Airbus #AirFrance

Publicado em Deixe um comentário

CHT Digital será disponibilizada no aplicativo gov.br

Pilotos, mecânicos, comissários e despachantes de voo vão contar com mais uma versão do Certificado de Habilitação Técnica (CHT) Digital. Com o objetivo de oferecer serviços e concentrar e facilitar a apresentação de documentos digitais, o aplicativo do gov.br, disponível em nova versão de forma gratuita nas lojas App Store e Google Play, fornece acesso a mais de 3,3 mil serviços já digitalizados pelo governo brasileiro.

Importante: O CHT Digital já está disponível para acesso na nova versão do aplicativo gov.br, mas o uso do documento para acesso às áreas restritas de segurança e/ou áreas controladas nos aeroportos só será liberado a partir do dia 29/9. Baixe o aplicativo, insira seu CHT e confira as novidades! Acesse em: https://www.gov.br/governodigital/pt-br/assinatura-eletronica/baixar-app-govbr

A iniciativa, que faz parte do programa Voo Simples, da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), disponibilizará no aplicativo gov.br o CHT, que conta com outros documentos oficiais como a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Além disso, o CHT, no aplicativo, ficará disponível com a foto do profissional para identificação na hora da apresentação, após realização de procedimento de avaliação biométrica (facial), que atesta os requisitos de segurança do aplicativo e do setor aéreo.

A utilização do CHT Digital, por meio do aplicativo gov.br, libera o profissional da necessidade de apresentação de um documento oficial com foto para exercício da profissão e para a entrada em áreas restritas dos aeroportos – que ainda deve ser feita mediante apresentação adicional do crachá da empresa ou comprovante que justifique a entrada para serviço.

O CHT digital só estará disponível no app gov.br para os profissionais que já tenham cadastro biométrico no Tribunal Superior Eleitoral – TSE ou CNH com QR Code. Essa exigência garante a validação biométrica da foto do profissional antes de disponibilizar o seu CHT Digital no aplicativo.

A utilização do CHT Digital via aplicativo gov.br é mais uma opção para apresentação do CHT por parte dos profissionais, mantendo-se, também, a opção do CHT Digital pela plataforma da ANAC ou impresso. (clique no link para acessar) 

Para saber mais sobre as funcionalidades do aplicativo gov.br, como cadastrar sua conta e inserir documentos, acesse: http://faq-login-unico.servicos.gov.br/en/latest/_perguntasdafaq/criacaocontapelogovbrmobile.html.

Se ainda tiver dúvidas, acesse o nosso FAQ: https://www.gov.br/anac/pt-br/assuntos/regulados/profissionais-da-aviacao-civil/cht-digital-perguntas-frequentes.

Assessoria de Comunicação Social da ANAC         
www.gov.br/anac

Fonte: https://www.gov.br/anac/pt-br/noticias/2021/cht-digital-esta-disponivel-no-novo-aplicativo-gov.br

Publicado em Deixe um comentário

ANAC abre 120 vagas para curso básico de Perícia Médica na Aviação Civil

A Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) abriu as inscrições para o curso básico de perícia médica na aviação civil. São 120 vagas para o treinamento gratuito e a distância. O curso tem carga horária de 29h e vai acontecer entre os dias 3 e 12 de novembro no período da tarde, da 14h às 18h. Os interessados podem se inscrever até o dia 13/10 no portal de capacitação da ANAC (clique no link para acessar). 

Com o objetivo de credenciar mais médicos e clínicas, aumentando a oferta aos aeronautas, o treinamento visa capacitar em perícia médica e procedimentos administrativos relativos à emissão de Certificados Médicos Aeronáuticos por médicos examinadores. O público-alvo são médicos com registro ativo no Conselho Regional de Medicina. O Certificado de conclusão do curso possibilita o credenciamento de médicos e clínicas perante a ANAC.

Antes de realizar a inscrição, será necessário se cadastrar no portal. Feito o cadastro, o médico interessado deve fazer a autoinscrição. A seguir, uma mensagem será enviada para o e-mail cadastrado, pedindo para que aguarde posterior confirmação de matrícula.

Fonte: https://www.gov.br/anac/pt-br/noticias/2021/estao-abertas-as-inscricoes-para-o-curso-basico-de-pericia-medica-na-aviacao-civil

Publicado em Deixe um comentário

PRF inauga Hangar no Aeroporto de Atibaia/SP

PRF Inaugura Hangar no Aeroporto de Atibaia – SP

O Hangar receberá o Helicóptero AW119Kx fabricado pela Italiana Leonardo Helicopters e recém incorporado à PRF.

Na tarde desta sexta (24/09), a PRF inaugurou o Hangar no Aeroporto de Atibaia/SP, com a presenca do Diretor-Geral Silvinei Vasques e do Superintendente de São Paulo, Inspetor Antônio Fernando.

As instalações foram cedidas pelo município, que realizou obras e melhorias para abrigar a aviação policial da PRF naquele local, importante ligação com várias regiões do Estado e que atende de forma robusta as demandas da regional em operações aéreas.

Na ocasião, em seu discurso, o Diretor-Geral garantiu a lotação de uma aeronave no local, com o remanejamento possibilitado com a recente aquisição e novos modelos Koalla.

O Hangar será espaço de outras iniciativas institucionais, como o projeto Berçário de Trânsito, que levará educação para o trânsito na primeira infância em Atibaia e região, aproximando a comunidade de nossos serviços.

O Superintendente Antônio Fernando destacou em sua fala a importância da cooperação interinstitucional que levou a resultados expressivos na segurança pública na região, tida como uma das mais seguras do estado, graças Gabinete de Gestão Integrada, representado pelas várias instituições que estavam no evento, inclusive um helicóptero Águia da PMESP.

Além da presença maciça de autoridades de todas as esferas, destacamos a presença do Prefeito de Atibaia, Emil Ono, que nos atendeu com este expressivo espaço para a Polícia Rodoviária Federal.

Fonte: Perfil oficial da Polícia Rodoviária Federal em São Paulo – PRF_SP https://www.instagram.com/prf_sp/

CONHECENDO UM POUCO MAIS O MODELO AK119Kx

O AW119Kx possui Glass Cockpit Garmin G1000NXi VFR e Sistema Genesys Aerosystems IFR para fornecer segurança aos tripulantes, além de acomodar até 6 pessoas (ou 2 macas com 2 assistentes) e oferece um amplo espaço de trabalho para os operadores de missão. O layout da cabine multifuncional pode ser reconfigurado com combinações de assentos, consoles de missão, macas e equipamentos médicos. Portas largas proporcionam acessibilidade excepcional.

Fonte: Página oficial do fabricante – Leonardo Helicopters (https://www.leonardocompany.com/en/products/aw119kx)